Plan B from Outer Space ou Natal, Maysa e leite com biscoitos

dezembro 19, 2008

Ei garotas!

Não sei o porque, mas nessa época do ano, todo ano, eu fico estranhamente feliz. Estranhamente, sim. Não sou uma pessoa tão tediosa como aparento (ok, sou) e gosto (sim, GOSTO!) e valorizo esses momentos “familia”. Ok, não gosto e pouco menos valorizo isso tudo.

Especiais na televisão, comida GELADA, pessoas – antes quase respeitáveis – embriagadas e agindo como crianças, crianças discutindo sobre os presentes idiotas que ganharam, o(a) primo(a) tio(a) no MALDITO karaokê, eu lamentando por mais um ano jogado fora, enfim. Fim de ano é uma chatice, mas – como já disse – eu fico feliz com tudo isso.

Feliz como se tivesse acabado de dar uma mordida num Whopper numa sexta-feira santa. Não, não é o espírito natalino que infla a minha alma ou aquelas bobagens cristãs.

Claro que – para um jovem já na entrada da vida adulta (hahahahahah adulta hahhaahaha) – as festas de fim de ano, que quase não participo mais, tem perdido muito de seus encantos (QUE ENCANTOS?). Ok, só vou para comer. Ok, fico em casa assistindo a trilogia clássica de Star Wars pela 12434324123243432423ª vez.

E essa época tão alegre, tão bonita, tão… tão… PAGÃ! […] e cheia de paz me deixa tão bobamente feliz, que – ao invés de mandar todos vocês tomar no cu – quero que vocês tomem no… CHAMPAGNE PER BRINDARE UN INCONTRO!

Ok, isso foi muito tosco […]

122963169966

Os biscoitos ficam para a véspera D:

Anúncios

FUUUUUUUUUUUUUUUUU-

novembro 15, 2008

122672042887

Camaradas de Todo o Globo. É, eu sei que não vou passar mas é chegada a hora de… de que mesmo? Ahh é. É chegada a hora de blá-blá-blá de vestibular lá em Curitiba.

É, não vou passar em jornalismo, FATO. Eu sei que tenho que me esforçar, mas já estou desmotivado – MENTIRA, e sou o cara mais motivado que… que… EU CONHEÇO – mas antes de CHEGAR em Curitiba, terra do funk e do sotaque de gente que não tem sotaque, vou ter que me aventurar pela 116, correndo o risco de correr inúmeros riscos de correr inúmeros riscos; mesmo não sendo eu que vou dirigir – até porque eu não posso – , o que já diminui consideravelmente o risco de correr inúmeros riscos de correr inúmeros riscos.


E o video a seguir não tem nenhuma ligação com o vestibular da UFPR, nem com Curitiba nem comigo. Afinal de contas eu gosto dos gaúchos […] MAS RIO GRANDE É TERRA DE GENTE QUE ORDENHA PAU ARMADO HAHAHAH!